Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Menino de Ouro.

Cláudio da Silva em 05.02.21

Quando a Diana me contactou em privado para me agradecer de eu tentar ajudar algumas pessoas com necessidades alimentares na zona de Sintra, disse-me também que queria ajudar...

Trocar lágrimas por sorrisos.

Cláudio da Silva em 05.02.21

A fome. A falta. A necessidade. A fome que tanta confusão me faz. A necessidade. A necessidade de alimentar o estômago rompido por uma imensa dor inquebrável. A vontade d...

A criança que chora.

Cláudio da Silva em 05.02.21

O meu tio Tiago ouvia sons que pareciam ser uma criança a chorar ao fundo do quintal. Sempre que apagava a luz para se ir deitar, acontecia. Um dia, deixou a luz que apontava ...

Um pedido vindo do fundo do coração.

Cláudio da Silva em 05.02.21

Estação de Benfica. Quanto abri a porta do comboio dirigi-me ao lado direito da carruagem. Dois rapazes estavam sentados frente a frente. Novos. Sozinhos. Notei que existia u...

O Diabo sempre viveu na terra.

Cláudio da Silva em 05.02.21

Não aprendemos nada com as lições que nos dão. Sejam elas quais forem, venham elas de onde venham. Se acreditam que existe algo superior que nos comanda, não lhe obedece...

O vermelho coração de Alberto.

Cláudio da Silva em 15.09.20

Não sei precisar muito bem o que me fez ir por ali. Tinha necessidade de ir a uma loja de fotografias imprimir uma imagem para um trabalho que estou a fazer. Era suposto fa...

Se ficarmos mais um pouco ainda con...

Cláudio da Silva em 15.09.20

O Rui apercebeu-se pelo Facebook que eu estava pelo Porto. Perguntou-me até quando ia ficar. Ia subir também até à invicta, e lembrou-se que podíamos tomar um café. E assim f...

Ensaio de uma agonia.

Cláudio da Silva em 15.09.20

E quando aquele animal me olhou, senti que não valia nada. Impotência. Fui ao Porto, cidade que adoro. Caminhei, observei, estive com pessoas que estimo, conheci sítios difer...

Vamos voar os dois.

Cláudio da Silva em 15.09.20

Tive de ir a Lisboa tratar de umas coisas. Fazia conta de voltar cedo a Sintra. Acabei por me distrair. Sentei-me numa esplanada ali pelos restauradores e tomei um café. Obse...


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

  Pesquisar no Blog